Cerâmica de Coqueiros é atração no Rio de Janeiro

27 junho 2011 por  
Publicado em Notícias

Deixe um comentário







A tradicional arte em cerâmica do distrito de Coqueiros, no município de Maragogipe, Recôncavo Baiano, ganha exposição no Museu do Folclore Edison Carneiro, no Rio de Janeiro, a partir do próximo dia 30. A Sala do Artista Popular – SAP “A Céu Aberto: a louça de Coqueiros” é fruto de parceria entre o Ministério da Cultura, através do Programa de Promoção do Artesanato de Tradição Cultural – Promoart, com o Instituto Mauá.

O acervo conta com cerca de 500 peças, que resguardam o fazer tradicional, passado de geração em geração desde o período colonial e preservado, também, graças às ações de apoio e fomento do Mauá, que atua na comunidade de Coqueiros há 40 anos, assegurando o escoamento da produção. “Promover o artesanato é investir em cultura e na geração de emprego, já que, mais que um patrimônio imaterial, a atividade é fonte de renda para a comunidade” afirmou a diretora-geral do Instituto, Emília Almeida.

À frente da gestão do órgão desde 2007, Emília já realizou outras cinco Salas do Artista Popular: Cocos, Rio de Contas, Rio Real, Maragogipinho e Irará. As exposições acontecem primeiro no Rio e, em seguida, desembarcam em Salvador, na Galeria Mestre Abdias, na sede do Mauá-Pelourinho.

Além de resgatar e divulgar o legítimo artesanato de raiz, a SAP funciona como via de comercialização, já que todas as peças expostas estão à venda. O público, portanto, tem a oportunidade de adquirir a típica cerâmica utilitária de Coqueiros, entre panelas, tachos, fogareiros e frigideiras. A mostra fica em cartaz até o dia 30 de julho e chega à capital baiana em setembro (1º a 30/9).

Comentários

Diga-nos o que você pensa...